Estratégia de apoio à transição sustentável em empresas de alto impacto

Construir uma estratégia de sustentabilidade pode demandar complexos planos de ação, atrelados às áreas multidisciplinares e interdependentes das organizações. Tal abordagem pode surgir com altos custos de planejamento e execução entrelaçada, possivelmente representando uma primeira barreira no processo de decisão para a transição de um modelo empresarial do século vinte para um modelo de empreendimento do século vinte e um.

Contudo, se a sua organização está de fato comprometida com a incorporação do novo modelo de desenvolvimento econômico à sua estrutura institucional, ações não deverão anteceder o planejamento, e um simples mapa para orientar uma primeira discussão sobre quais ações terão prioridade durante a fase de transição – leve o tempo que levar – servirá certamente um propósito bem maior. Os elementos apresentados adiante são o que acredito estarem no cerne de um impulso inicial bem planejado.

Pesquisa & Desenvolvimento: P&D é o elemento primário para qualquer mudança organizacional, pois é a área que propicia o desenvolvimento de soluções tecnológicas para os atuais processos industriais que liberam resíduos nocivos ao meio ambiente e novas técnicas de desenvolvimento de produtos. Vivemos hoje um aumento intenso nas iniciativas de inovação, juntamente com o crescimento de incentivos, e ter um sistema de P&D bem consolidado pode apoiar o crescimento consistente da economia e da propriedade intelectual da empresa.

Medidas Compensatórias: Sustentabilidade incute o uso racional de recursos, e isso significa compreender a necessidade de mitigar impactos negativos no meio ambiente e na sociedade, através de iniciativas reconstrutivas, tais como a recuperação de áreas danificadas, o tratamento de recursos contaminados ou o re-estabelecimento de comunidades desalojadas. Essas ações podem vir entrelaçadas com a capacidade de pesquisa e desenvolvimento da organização ou com os planos para o engajamento de comunidades nos casos de impactos sociais significativos.

Engajamento de Comunidades: É importante engajar os membros de comunidades para o crescimento da conscientização social. Este é o elemento que conduz a transformação coletiva e colaborativa na sociedade, que poderá ser promovido pela construção e desenvolvimento de novas competências e com campanhas educacionais interativas.

Governança Corporativa: Torna-se essencialmente importante, para toda instituição, engajar-se publicamente através da incorporação de medidas governamentais e mescla de políticas internas e externas, a fim de atrair apoio político e fortalecer o reconhecimento institucional. Em tempos onde o setor privado mostra um contínuo aumento da sua participação na elaboração das políticas de desenvolvimento, incorporar modelos políticos externos contribui para a construção sinergias holísticas entre empresas, mercado, sociedade e governo.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s